terça-feira, 5 de maio de 2009

Locais de interesse: Áreas Protegidas


Este mapa apresenta as diversas áreas protegidas existentes em Portugal Continental.

Parque Nacional: Peneda-Gêres

Parques Naturais
: Montesinho; Litoral Norte; Alvão; Douro Internacional; Serra da Estrela; Serra de Aire e Candeeiros; Tejo Internacional; Serra de S. Mamede; Sintra-Cascais; Arrábida;
SW Alentejano e Costa Vicentina; Vale do Guadiana; Ria Formosa.

Reservas Naturais: Dunas de S. Jacinto; Serra da Malcata; Paul de Arzila; Berlengas; Paul do Boquilobo; Estuário do Tejo; Estuário do Sado; Lagoas de Santo André e da Sancha; Sapal de Castro Marim (Vila Real de Santo António).

Paisagens Protegidas: Lagoa de Bertiandos e São Pedro de Arcos; Corno do Bico; Albufeira do Azibo; Serra do Açor; Serra de Montejunto; Arriba Fóssil da Costa da Caparica.

Monumentos Naturais: Pegadas de Dinossauros de Ourém/Torres Novas; Carenque; Lagosteiros; Pedra da Mua; Pedreiro do Avelino.


“Sair da escola para fazer um trabalho de campo constitui para os alunos uma autêntica aventura que lhes proporcionará um amplo leque de possibilidades de aprendizagem.” (AAVV, 2002, pg.332) Estas saídas são também uma óptima forma de motivar as crianças, visto que estas quebram a rotina.

A descoberta do meio natural e social é uma das áreas básicas que fazem parte do currículo de educação infantil e a sua aprendizagem é um dos objectivos principais nesta etapa educativa.

Essa descoberta deve ser sempre, planeada de forma articulada com as actividades que se desenvolvem dentro da sala de aula, de acordo com as Orientações Curriculares, consoante as necessidades das crianças e curiosidades das mesmas, “A curiosidade natural da criança e o seu desejo de saber é a manifestação da busca de compreender e dar sentido ao mundo que é própria do ser humano (…)” (Ministério da Educação,1997, pg.79)

A saída de campo é um recurso didáctico onde se promove a observação e o contacto com os diferentes meios. Assim a criança poderá alargar os conhecimentos e atitudes prévias que esta tem.

“(…) a saída de campo deve abranger um conjunto de objectivos que ultrapasse a vulgar observação e descrição do meio.” (Rebelo, D. e Marques, L., 2000, pg.15) A observação deverá ser feita não só apenas usando a visão mas também um conjunto de sensações (cheirar, ouvir, apalpar, etc) podendo assim descobrir, identificar e/ou discriminar os vários elementos constituintes do meio envolvente.

É importante que o educador oriente toda a observação e indique a finalidade da mesma. Ele deverá questioná-las intencionalmente, nunca esquecendo de lhes dar oportunidade e liberdade para satisfazer a curiosidade das mesmas.

“ (…) a observação da paisagem é o ponto de partida para a compreensão do espaço geográfico, já que ela resulta de uma complexa composição de elementos naturais e sociais em constante relação uns com os outros.” (fotocópias fornecidas por um professor de Geografia).

A paisagem é um património comum que pode estar relacionado com o lazer, o ambiente, a qualidade de vida, a cultura, entre outros, resulta da combinação dinâmica de diferentes elementos (físicos, humanos, culturais, etc.). A mesma pode ser resultado das mãos do homem, ou um bem natural que temos o dever de proteger.

Quando se desenvolve um projecto relacionado com o ambiente envolvente é preponderante existir contacto directo com o ambiente em questão.

A criança precisa de sentir, experimentar, explorar para conhecer e aprender a respeitar e preservar o que a rodeia.


Referências bibliográficas:


AAVV, (2002). Manual da Educação Infantil – a descoberta do ambiente natural e social, comunicação e expressão na educação infantil. Setúbal: Marina Editores

Ministério da Educação (1997). Orientações Curriculares para a Educação Pré-Escolar. Lisboa: Ministério da Educação/Departamento da Educação Básica

Rebelo, D. e Marques, L. (2000). O trabalho de campo em Geociencias na formação de professores: situação exemplificativa para o cabo Mondego. Cadernos Didácticos/ série ciências nº4;





2 comentários:

FazendoArte disse...

Seu blogue é muito interessante
parabéns
:)

Andreia Aleixo disse...

Obrigada pela sua opinião. Beijinhos

Blog Widget by LinkWithin